Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
1

Resenha #234: Unidos Somos Um - Pittacus Lore

Título: Unidos Somos Um
Autor: Pittacus Lore
Série: Os legados de Lorien #7
Editora: Intrínseca
Edição: 1
ISBN: 9788551000809
Gênero: Romance Estrangeiro
Ano: 2016
Páginas: 352
Adquira seu exemplar Aqui!
Adicione esse livro ao Skoob.

Avaliação: 



RESENHA


Sufocante, angustiante e cheio de sacrifícios. O final da série 'Os Legados de Lorien' não poderia ser mais dolorosamente perfeito. Surpreendendo o leitor a cada página, são cenas e mais cenas de pura adrenalina e angustia, enquanto vamos sendo guiados por diversos sentimentos em uma dose cavalar de emoção e apreensão.

Eles lutaram contra Setrakus Ra e as perdas foram imensuráveis. Agora, precisam lidar com o fim que se aproxima.

Enquanto segue guiado por uma sede de vingança, John empenha-se em ficar mais forte. Os humanos se armam para combater os mogadorianos, e a Garde será seu truque final. Mal sabem eles da jogada final do inimigo. Em uma cartada desesperada, Setrakus se aprimora para o combate de seu destino, e John está pronto. Desta vez não haverá um amanhã, seja para eles, seja para o inimigo. Tudo ou nada pela sobrevivência da Terra.

Eu não sei lidar com tudo que aconteceu. Sinceramente, muita coisa para digerir nesse fim. Pittacus Lore não foi menos que brilhante no seu desenvolvimento, finalizando cada livro no momento certo; deixando aquela agonia para o próximo. 'Unidos Somos Um' é de longe meu segundo livro favorito da série e me fez sofrer e ficar ansioso a cada página. Depois de seis volumes, não esperava menos. A história evolui muito do primeiro ao terceiro livro, de forma que você percebe que os novos personagens são ainda mais atrativos que os primeiros que são apresentados na trama. Eu pessoalmente me cativei pelos mais inesperados.

Narrado em primeira pessoa, a obra vem dividida sob dois pontos de vista: John e Seis. Achei a escolha de narradores muito compreensível, embora quisesse que outros personagens tivessem ganhando mais voz, como Nove e Cinco, que ficam um pouco apagado ou tem suas cenas ocultas devido a não estarem a todo instante envolvidos nos eventos. Também acho que a narrativa sob a visão de um humano seria interessante. O campo de batalha principal é tão bem explorado que o lado secundário da trama se perde um pouco devido a tanta ação no palco central.

Setrakus Ra foi o digno vilão até o final. Ele gerou em mim o mais variado misto de sentimentos negativos, fossem em seus discursos distorcidos e detestáveis, fossem nas ações que sempre partiam meu coração e fazia ele se acelerar, esperando mais uma morte. E olhem, TÊM MUITAS (inclusive a minha enquanto lia). 

Um ponto que me chateou um pouco é a infantilidade do personagem John. Na realidade ele nunca foi um dos meus favoritos. Ao longo da série, acho que ele cresce muito e se torna tolerável (pelo menos por mim), mas suas atitudes nesse final não vi como menos que mesquinhas. Cego pela vingança, John desencadeia os eventos mais bombásticos devido as burradas que faz; nesse sentido, os capítulos narrados pela personagem Seis surgem para quebrar toda essa violência contida nos pensamentos do amigo. Com ela, a vemos tentar lidar com luto enquanto enfrenta e aceita o terrível fim de tudo. Ambos carregam um peso muito grande dentro da trama.
Não posso esquecer de ressaltar meu afeto pelo personagem Cinco. Desde que apareceu, ele sempre foi um diferencial entre os outros pra mim. seja nas atitudes, seja na maneira de lidar com os problemas. Nesse livro, não foi diferente. Ele não só cresceu, me conquistando ainda mais, como também manteve-se fiel a sua personalidade (o mal necessário).

'Unidos Somos Um', apesar da tradução bem tosca (Unidos Como Um seria mais aceitável), tem com certeza meu respeito pelo conteúdo e ação que proporcionou. A série literária que começou tão morna e romantizada ganha todo um ar obscuro em seu desfecho e conquista o leitor a cada página. Simplesmente viciante, parar a leitura da obra, até sua última página, é quase impossível.

Resenhado por:
David Andrade


Um comentário:

  1. olha migo, tô evitando ler as resenhas desse livrinho pq ainda não li okei? tô tentando ler esse livro com o mínimo de informações sobre ele, enfim... pela tua avaliação o livro é lindjo
    e AI MDS PRECISO LER!!!!!11
    e concordo com a tradução ser tosca, na minha mente o livro se chama unidos como um. enfinssssss
    beijussss

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!