Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
9

Resenha #21: Os 13 Porquês - Jay Asher

Os 13 porquêsEdição: 1
Editora: Ática
ISBN: 9788508126651
Ano: 2009
Páginas: 256
Tradutor: José Augusto Lemos

Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

    Avaliação pessoal:     

                                                             

Resenha

Em Os 13 Porquês, temos uma narração em primeira pessoa e que, no entanto, também é simultânea, isso mesmo, simultânea: Em um dos lados, através das fitas, temos Hannah Baker, uma adolescente conturbada que cometeu suicídio por ingestão de um coquetel de medicamentos. Já do lado — dos vivos — temos o Clay Jensen, um jovem rapaz que teve como primeiro amor a Hannah, e que ao decorrer do livro procura entender quais o motivos do suicídio e onde ele se encaixa nesta história.

Há treze motivos que levaram essa garota a cometer suicídio, mas antes de realizar este ato, ela simplesmente gravou sete fitas cassete (lado A e B) explicando detalhadamente os reais motivos que a levaram a tomar esta decisão. Tais fitas se encontram dentro de uma caixa que são endereçadas à pessoas que, de uma forma ou de outra, tem culpa no cartório pela morte dela. E há apenas uma regra: depois de escutar o seu motivo, passe as fitas para o nome posterior ao seu.

Uma coisa que achei legal é que no livro há os símbolos de play, pause e stop que nos notificam quando Clay aperta os respectivos botões. Já quando a Hannah está falando, as letras se encontram em itálico, para que possamos diferenciá-la do
Clay. 
Por ler a sinopse descobri que a garota já tinha morrido e que iria se explicar através das fitas, foram esses os motivos que me levaram a ler o livro. Pensei que por se tratar de morte e conflitos adolescentes, o livro fosse me trazer tristeza, mas não, nem me causaram tristeza e nem muito menos felicidade.

Ao meu ver Hannah foi uma tola ao cometer suicídio, até porque não tinha motivos para isso e os seus porquês, aparentemente são superficiais. Sim, isso em minha concepção, no entanto, não sabemos o que se passa na vida de outras pessoas, principalmente no interior de cada uma delas e é ali, escondido que está o grande peso para que elas tomem suas decisões.

"Eu queria contar tudo pra você. E isso machucava, porque algumas coisas eram assustadoras demais. Algumas coisas nem eu entendia. Como poderia contar a alguém - alguém com quem eu estava conversando pra valer, pela primeira vez -tudo o que eu estava pensando? Eu não conseguia. Era cedo demais. Ou talvez,fosse tarde demais."

Imagine-se como um(a) adolescente, cheio(a) de conflitos e além disso, com boatos que na realidade não são verídicos. Pessoas te olhando e te tratando como um pedaço de carne, só porque tens uma parte do corpo bonita, e ainda ter que se encaixar em algum grupo de sua escola. Imaginou? Ninguém, creio eu, gosta dessas coisas.
É errado julgar sem conhecer, digo, sem conhecer o que alguém passou e passa.
Analisando bem o livro, notamos que ela poderia ter pedido ajuda, tinha gente disposta a ajudar. Até eu queria ajudar, só que não é tão simples, enquanto acompanhemos as fitas, Clay se dá conta de que ele poderia ter agido diferente, ter se aproximado dela e até virar amigos, no entanto, ele acabou se sufocado pelo medo de se aproximas dela. Hannah se viu só e com os seus tantos problemas já insuportáveis, e numa decisão determinada, escolheu acabar com a vida.

"Era exatamente isso que eu queria para mim. Queria que as pessoas confiassem em mim, apesar de qualquer coisa que tivessem ouvido. E, mais do que isso, queria que me conhecessem. Não aquilo que pensavam saber a meu respeito. Mas eu de verdade."

Os “Os 13 porquês” é um romance bem diferente do tradicional. O autor mistura suspense, morte e intriga, e o resultado é um livros com um clima dramático que envolve e cativa o leitor até o final e que nos deixa desejando que o rumo da história mude, mesmo sabendo que isso não acontecerá.

Jay Asher nos passar a mensagem de que não sabemos qual é o nosso valor e importância na vida de pessoas que estão ao nosso lado e de o quanto as afetamos com os nossos atos, mesmos que sejam atos, aparentemente, insignificantes.



Até breve,

9 comentários:

  1. Pedro, há muito tempo queria ler o livro, mas quando fui pesquisar o preço estava MUITO CARO. E alguns sites nem tinha o livro :/
    O que me motivou a ler o livro foi justamente os porquês dela ter se matado. Mas como você disse que é digamos "sem graça" ou motivos bestas perdi um pouco da vontade de ler. Como disse: somente um pouco, porque livros diferentes dos tradicionais sempre me deixam curioso. Adorei saber sua opinião, nunca tinha vista uma resenha dele e então gostei muito!
    Abraços!

    Encantos Paralelos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, Victor, eu acho o preço dele super caro, tem muitos livros por aí baratinhos que causaram mais sentimentos em mim do que esse. Mas se você tiver a oportunidade, não a deixe escapar, leia. ^^

      Excluir
  2. Oi :)

    Eu tenho vontade de ler esse livro, mas fico com medo de não achar tão bom quanto a maioria das pessoas. Muita gente estava comentando sobre essa superficialidade dos motivos da protagonista. Vamos ver... Abraços!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi pedro, tudo bem ?
    Eu acho que o livro tem uma premissa bem legal, mas vejo muitas resenahs não muito positivas sobre eles o que me leva a me desinteressar sobre o livro, então não tenho muita curiosidade sobre lê-lo, você e a segunda pessoa que fala que ela se suicidou por motivos superficiais e isso me da mais raiva e com isso fico sem vontade de ler o livro
    Gostei da sua resenha, abraços

    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Achei a premissa bem interessante, um pouco diferente do que eu leio, mas me atraiu. Pela sua resenha, pareceu bacana, mas, geralmente, quando há adolescentes na história eu acabo deixando de lado!
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Carambas, só a sinopse já me deixou aflita!
    Já li um livro de Pedro Bandeira, A MARCA DE UMA LÁGRIMA, que a protagonista começa a pensar em seu suicídio e eu achei seus motivos bem, bem tolos também. É um pouco difícil tentar entender essas coisas, mesmo na literatura. Eu tentava me por no lugar da garota e continuava achando seus motivos bastante superficiais.
    Sua resenha é muito bem feita e elaborada. Fiquei com vontade de ler, mesmo com um pé atrás com histórias de "suicídios adolescentes" .

    eueminhacultura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Hey, Pedro
    Adorei a resenha. Você transmitiu muito bem o que eu senti quando li o livro.
    E continuo achando que Hannah não tinha motivos suficientes pra ter cometido suicídio. Mas afinal quem dita o que é suficiente, não é mesmo
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Nunca tinha nem ouvido nem visto falar sobre esse livro, acredita?!!
    Mas pela sua análise, parece ser bem interessante e de leitura fácil/legal.
    Acho que vou ler :D

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Já li muitas resenhas sobre esse livro e acho interessante as reflexões que ele levanta.
    Concordo com vc na questão de que nada é motivo para tirar a vida, mas muitas pessoas são fracas e não tem coragem de pedir ajuda. Mas enfim cada um sabe a cruz que carrega. Por isso acredito que atualmente quem tem equilíbrio emocional e paciência na hora da tomada de decisão tem tesouros que ninguém pode roubar e viver bem.
    Parabéns pela leitura e resenha!!!

    P.s. Agradeço sua presença lá no blog viu!!! Seja sempre bem-vindo!!! Seu blog é adorável, pretendo voltar e comentar sempre que possível.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!