Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
12

Resenha #20: Sombra e Ossos - Leigh Bardugo

Lido em: Junho de 2014
Título: Sombra e Ossos
Autor: Leigh Bardurgo
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582350638
Gênero: Ficção e Fantasia
Ano: 2013
Páginas: 288

Confira aqui a sinopse do livro.

Avaliação:



Resenha


Alina Starkov sempre foi uma menina pequena, frágil e doente. Após perder seus pais em uma guerra que já durava mais de cem anos sobre o Reino de Ravka, terminou indo parar em um abrigo para crianças órfãs. Lá, conheceu Maly, que se tornou seu fiel e companheiro amigo. Durante toda a sua infância, enquanto se especializava no ramo da cartografia, ouviu macabras histórias sobre o "Não Mar", uma mancha negra que divide o reino em dois (e que é habitada por monstros: os volcras). Porém, eventualmente, há a necessidade de se atravessar a Dobra das Sombras para ter acesso ao outro lado do império, e para isso se conta com a ajuda dos Grishas, pessoas que apresentam "poderes"  que grande parte da população não possui.

A jovem Alina agora já é cartógrafa no seu regimento militar e sua primeira jornada a obriga a atravessar o Não Mar, juntamente com seu amigo Maly e outras pessoas. Porém, nessa perigosa aventura através da Dobra, a frota onde eles se encontram é atacada pelos temíveis Volcras, e ela acaba presenciando a terrível cena de seu melhor amigo sendo atacado e gravemente ferido por esses monstros da escuridão. Puramente por instinto, ela tenta protege-lo, e é aí que sua habilidade mágica se manifesta: seu poder latente (e que passou desapercebido durante todo o seu tempo de vida) é revelado ao mundo, os salvando de um brutal definhamento.

A partir desse ponto do enredo, a protagonista é levada à corte real, local mais seguro em todo o reinado, onde começa a ser treinada para exercer sua função como Grisha do Sol: acabar com a escuridão.


Sendo o livro de abertura da trilogia Grisha, o enredo não deixa nada a desejar. Leigh constrói um universo mágico altamente respeitável, digno de adaptação cinematográfica. A magia e mitologia implementadas na trama é bem detalhista, sem tornar a interpretação monótona. Mesmo sempre conseguindo proporcionar um tipo de leitura rápida e prazerosa, a autora não se esquece de implementar à obra uma dinamicidade ímpar. O enredo está recheado de reviravoltas e momentos de tirar o fôlego, aumentando gradativamente o interesse e a necessidade do leitor em terminar o primeiro volume da série.

Depois de ter mergulhado em tantas águas distópicas, foi maravilhoso adentrar o mundo da literatura fantástica outra vez. Mesmo possuindo algumas semelhanças com distopias (como a presença de castas entre os Grishas e a corruptividade do ser), fica evidente que a proposta do livro é, sem dúvidas, o foco no mundo mágico criado por Bardugo. Evidentemente fiquei feliz ao perceber que a autora se utilizou desses artifícios para moldar seu universo de uma forma tão singular. A presença de hierarquias entre a própria classe alta e as regras rígidas que são seguidas por eles dá ao enredo um ar de maior seriedade e compromisso de escrita.

Por falar em escrita, é notável que, na maioria das vezes, a autora se priva de maiores descrições e deixa para que nós nos deliciemos com a arte de imaginar. Entretanto, quando se fala de percepção, mais nos é "mostrado" que "falado". Senti, em grande parte do livro, que os olhos de Alina eram os meus, e que conseguia enxergar exatamente aquilo que ela estava presenciando.

Para encerrar, gostaria de ressaltar que a autora consegue ser altamente sutil durante a escrita, escondendo os fatores principais que culminarão para a trama final da história. Quanto mais afrente você se encontra no enredo, mais vezes você é jogado de volta aos fatos que aconteceram durante o decorrer do livro, o que torna o entrecho mais consistente. 

Nota sobre o exemplar:

Este livro é, sem sombra de dúvidas, o mais bem trabalhado que recebi este ano. A editora Gutenberg caprichou na confecção deste exemplar. A capa possui uma textura aveludada, com verniz aplicado à localidades específicas. As folhas são bem grossas e amareladas, o que torna a leitura muito mais agradável. Há também uma arte indicativa em cada início de capítulo com sua numeração.



Enfim, pessoal! Primeiro livro da maratona concluído. E você, possui interesse em ler essa série? Já começou? O que achou? Adoraria conversar com você!

Até logo,



12 comentários:

  1. Sérgio, adorei a resenha, estou instigado a ler o livro. Simplesmente fantástico, esse mundo parece ser muito interessante e por se tratar de ficção e fantasia faz com que minha vontade de ler só aumente. com certeza entrou para a lista de compras.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Sou doido para ler esse livro, porém nunca o encontro por um preço bom. A história parece ser bem interessante. Adoro fantasias onde a autora faz um livro certo na medida certa. E a capa é aveludada? *------------------* Quero muito! Abs

    ResponderExcluir
  3. Eu já tinha um interesse por esse livro desde o seu lançamento mesmo sem saber da história, desde então ele vem crescendo em popularidade e cada vez mais me chama a atenção. A história me conquistou e eu gostaria muito de poder ler este livro ainda esse ano. Gostei muito da resenha, a sua forma de escrever é simples e muito agradável.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Um livro perfeito que saiu do meio de muitos clichês literários. Sombra e Ossos merece muito e espero ainda mais da continuação

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu já li esse livro e gostei muito, sem falar que o trabalho da Gutenberg na diagramação ficou perfeito!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci de deixar o link do meu blog, rsrs! :\

      Enfim: www.likelivros.blogspot.com Hahahaha

      Excluir
  6. Olá, eu gostei muito da sua resenha. Tenho alguns livros da Gutenberg aqui e sou apaixonado por eles, as diagramações são ótimas, lindas mesmo. Sombra e Ossos é um dos livros da Gutenberg que eu quero muito ler. ;)

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Achei excelente a forma que você falou sobre o livro na sua resenha. A história me parece ser bem interessante e a capa é mesmo muito bonita.

    Beijões!
    Aguardo sua visita,
    http://ressacas-literarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Sérgio!
    Adorei a resenha e a maneira como você se expressou pra mostrar que realmente gostou do livro.
    Esta capa é maravilhosa mas não faz muito meu gênero, então acho que passo!
    A diagramação está perfeita e o que dizer desta primeira imagem? ::o

    Beijos,
    Marcela.
    ocantinholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. AMEI a resenha!!
    Estou com o livro aqui para ler e não vejo a hora. Ainda mais depois de ler esse tanto de recomendações!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Boa resenha!
    Meu jovem, não conhecia o livro, mas agora quero muito ler!
    Adoro ler fantasia e essa série, (Pelo menos o início) me pareceu bem bacana!
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Sombra é Ossos é perfeição,só digo isso. Mas espere até ler Sol e Tormenta. Vc vai chorar de tanta perfeição <3 CADE O ULTIMO VOLUME POR FAVOR, GUTENBERG, ME TRÁS LOGO!

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!