Nos siga no Instagram! TOP 5: coisas para se fazer em um dia de tédio Desventuras em Série #1: Mau Começo - Lemony Snicket Resenha #229: Era dos Extremos - Eric J. Hobsbawm
4

De Capa em Capa #11: Silo - Hugh Howey

Olá, pessoas!

Já faz um tempinho que não trazíamos esta coluna às postagens de domingo, não é mesmo? Semana passada, por ter sido Dia das mães, não foi possível postar o que estava programado. Sendo assim, decidi prosseguir com o cronograma, como se hoje fosse o domingo passado. Confuso? Espero que não!

Bom, na comparação de capas de hoje, como vocês já devem ter lido no título, teremos o livro Silo. Com um feedback altamente positivo, Silo é o primeiro livro de uma trilogia distópica, que no Brasil tem os direitos autorais comprados pela Editora Intrínseca.

Adicione este livro no skoob.


Confira a sinopse deste livro:
O que você faria se o mundo lá fora fosse fatal, se o ar que respira pudesse matá-lo? E se vivesse confinado em um lugar em que cada nascimento precisa ser precedido por uma morte, e uma escolha errada pode significar o fim de toda a humanidade?Essa é a história de Juliette. Esse é o mundo do Silo. Em uma paisagem destruída e hostil, em um futuro ao qual poucos tiveram o azar de sobreviver, uma comunidade resiste, confinada em um gigantesco silo subterrâneo. Lá dentro, mulheres e homens vivem enclausurados, sob regulamentos estritos, cercados por segredos e mentiras. Para continuar ali, eles precisam seguir as regras, mas há quem se recuse a fazer isso. Essas pessoas são as que ousam sonhar e ter esperança, e que contagiam os outros com seu otimismo. Um crime cuja punição é simples e mortal. Elas são levadas para o lado de fora. Juliette é uma dessas pessoas. E talvez seja a última.

Vamos às capas?


USA, 1
USA, 2
USA, indepentente
Brasil














A capa norte-americana de número 1 (que, por sinal, é a usada aqui no Brasil) é simplesmente linda. Passa um ar de mistério ao livro. Já a capa número 2, aparentar ser não de um livro, mas de um jogo, como Minecraft. Em relação à terceira capa... é impressão minha ou a imagem que está dentro do título é a imagem de fundo de tela do Windows? Mesmo sendo um trabalho independente, achei muito básico.


Portugal
Polônia
Hungria
Alemanha














A capa portuguesa não é tão atrativa quando a dos EUA, mas ainda passa um ar de "devastação". Já a polonesa e alemã não me deixariam interessados caso as visse em alguma livraria. Apesar de representarem o Silo em si, elas aparentam algo surreal, como uma tecnologia alienígena ou algo do gênero. E QUE MERDA DE CAPA É ESSA DA HUNGRIA? O mundo foi devastado e eles representam isto com uma linda imagem verde? WHAT?

Inglaterra
Itália
França














As últimas, porém não menos importantes, são a da Inglaterra, Itália e França. Podemos notar que a primeira é simplesmente uma adaptação da norte-americana de número 1. A italiana me fez lembrar de Divergente (pela presença da roda-gigante), e foi uma das capas que mais gostei. Quanto a francesa, demonstro-me indiferente. 

Se me fosse perguntado qual é a mais bonita entre todas, definitivamente ficaria com a brasileira. Ela é a mais viva entre todas, a que me deixa mais ansioso pela leitura!


Bom, pessoal, acho que é isso. Espero que tenham gostado do post dessa semana!
Espero vê-los em breve ;)

Até mais,
Sérgio H.


4 comentários:

  1. Eu confesso que gostei pouco da maioria, a que mais me agradou foi mesmo a da Itália, o resto eu não gostei muito, nem a do Brasil. Achei sem graça.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Cara, quero ler esse livro *--* Parece ser muito perfeito. Distopia <3

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Sérgio!

    Adorei a capa da Itália. A do Brasil também é bonita. Eu não me interessei pelo livro, mas parece ser bom.

    Abraços.
    Encantos Paralelos.

    ResponderExcluir
  4. Comprei esse livro no mês passado e ainda não li, já vi críticas muito boas sobre ele! Prefiro a capa nacional.

    Abraço,
    Diego de França
    Leitor Sagaz | Grupo Amantes da Literatura

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!